Resenha: Uma pergunta por dia (Diário para 5 anos)

Foto por Idianara Lira
Livro: Uma pergunta por dia
Título original: Q&A a Day:  5 – year Journal
N. ° páginas: 368
Editora: Intrínseca



Desde pequena achava muito interessante a ideia de ter um diário, porém efetivamente nunca tive este hábito. Quando eu era adolescente, gostava de anotar em agendas meus pensamentos e os acontecimentos que eu considerava importantes sobre a vida. Conforme fui envelhecendo acabei abandonando esta prática e nem me recordo o motivo pelo qual, me desfiz deste material. 

Livros em formato de diário também me agradavam muito e além disso, também era costume entre os jovens de minha época, fazer um caderno (grande e com muitas páginas) com inúmeras perguntas de temas variados e entregá-lo para a maior quantidade possível de pessoas o responderem. Assim, estes cadernos eram repassados entre todos os grupos de jovens e até aqueles que eram apenas colegas, respondiam o caderno um do outro, afinal, de posse do caderno era possível conhecermos melhor os gostos e ideais de todos.  Eu mesma respondi muitos cadernos desses e confesso que as vezes não era muito sincera dependendo do tipo de pergunta. Kkkkkk

A curiosidade sobre o outro, a vontade de conhecer melhor aqueles que nos cercam, são sentimentos que acredito que sempre estarão presentes nos seres humanos, por isso talvez, que revistas, sites, programas de TV, entre outros que tenham fofocas como pautas principais, façam tanto sucesso. Mas e nós mesmos? Será que já nos conhecemos tão bem a ponto de a vida das outras pessoas serem mais interessantes que a nossa? 
"Dizem que o tempo muda as coisas, mas é você quem tem que mudá-las." (Andy Warhol) 
Foto por Idianara Lira
Estamos em constante processo de renovação e de alterações. Com exceção de alguns traços de nosso caráter, mudamos gostos, aprendemos a apreciar coisas novas e deixamos de lado outras que antes eram nossa preferência. Assim como a vida sempre se modifica e o destino a tudo altera, nós também somos influenciados por essas forças que vão ao longo dos anos nos moldando. Então, o que poderia ser mais interessante do que documentar tudo o que pensamos, vivemos ou sentimos ao longo de cinco anos e notar quantas e quais mudanças sofremos ao longo dos anos? Desta forma o livro funciona como uma espécie de cápsula do tempo.

Acabei de notar que assim como o livro “Uma pergunta por dia”, fiz este post repleto de perguntas. Kkkk. Enfim, neste livro/diário, em cada página encontramos uma pergunta com espaço para cinco respostas, uma por ano ao longo de cinco anos. Existem as mais diversas perguntas como por exemplo: “O que você está lendo no momento?”, “As pessoas podem mudar” ou ainda “Escreva aqui a cura para um coração partido”. 
Inicialmente achei que com o passar dos dias esqueceria do livro, mas é impossível não se acostumar! Todos os dias antes de dormir sempre respondo e as vezes ainda releio minhas respostas dos dias anteriores e fico divagando sobre o que será que responderei no ano seguinte. Sou tão curiosa que tenho curiosidade sobre mim mesma!Estou adorando este livro/diário pois funciona como um mergulho de autoconhecimento e também possui um design muito bonito: é pequeno, já vem com uma fita que funciona como marcador de páginas, possui uma linda capa dura e as laterais são douradas.

Foto por Idianara Lira
E vocês já conheciam este livro/diário? Se sim qual pergunta até o momento acharam mais interessante responder? 

Abraços!

4 comentários

  1. Olá Idianara, tudo bem?
    Eu sempre gostei de diário, imagina a minha felicidade ao descobrir esse livro?
    Adorei a ideia do livro e após a sua resenha, já quero um!
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Esther! Tudo bem e vc? Também fiquei muito animada quando descobri este livro. Vale a pena! Beijos!!

      Excluir
  2. Amei o post! Fiquei com muita vontade de fazer também! Livro diário desperta um lado mais sensível nas pessoas, paramos para refletir sobre nós mesmos e quais maneiras melhores de responder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Naji! Realmente acaba se tornando um autoconhecimento. Beijos!!!

      Excluir