Entrevista com a autora Brenda Rodrigues

Olá leitores!

Sou uma pessoa um tanto curiosa (não me tomem por fofoqueira 😁😁) e sempre que leio um livro, esta curiosidade, se estende ao criador da obra, várias perguntas ficam circulando pelo meu cérebro do tipo: qual terá sido o caminho do autor(a) no processo de criação do livro? Quais são suas obras favoritas? Possuirá o autor(a) outros projetos literários? O que ele(a) almeja para o futuro como escritor(a)? 

Assim, cheguei a conclusão que talvez não apenas eu, mas também vocês leitores, poderiam ter esta mesma curiosidade e interesse, em conhecer melhor os autores dos livros que faço resenha aqui no blog. Por este motivo, decidi criar uma coluna de entrevistas! 

E para inaugurar este novo espaço do blog, trago a poetisa Brenda Rodrigues, autora do livro Escritos Autorais. Para quem não se recorda ou ainda não leu minha resenha, Brenda nasceu em 31 de dezembro de 1996 em Mogi das Cruzes SP. Poetisa de coração, já marcou presença até o momento em cinco antologias poéticas: Acolha o Pólen da Vida (edição 1 e 2) , Frutos de um Jardim, Vozes Escritas e Sonhos Literários. 


O ano de 2017, foi o marco definitivo de sua entrada no universo literário, através da publicação de forma independente de seu primeiro livro: Escritos Autorais. Nesta obra, a autora  através de poemas, citações e pensamentos, narra de forma bastante visceral através de um olhar filosófico e melancólico, vários acontecimentos e experiências de sua vida, relacionados por exemplo com amigos, amores, família, solidão, depressão, entre outros assuntos e sentimentos.

Fiquem a seguir com a entrevista.😉


ENCANTO LITERÁRIO: Você publicou seu primeiro livro em 2017, mas desde muito jovem está imersa no universo da escrita. Conte para os leitores do blog, um pouco sobre sua trajetória.
BRENDA RODRIGUES: Olá Encanto Literário, primeiramente obrigada pelo convite para ser entrevistada, e pela parceria estabelecida no início deste ano. Para os leitores que ainda não me conhecem, me chamo Brenda Rodrigues, sou escritora a 9 anos, pertenço ao gênero da Poesia, Autoajuda, e Filosofia Existencialista. Iniciei na escrita bem cedo, aos 12, 13 anos de idade quando escrevia versos quebrados, e não era nada que fizesse muito sentido (risos). Aos 14 anos foi a minha grande descoberta na escrita, pois, foi quando comecei a escrever coisas com contextos mais sábios e lógicos. Aos 15 anos, eu mantinha um diário pessoal, e ali eu escrevia tudo que sentia e a forma como via o mundo ao meu redor, e foi assim, que surgiu meu primeiro livro Escritos Autorais, publicado em 2017 de forma independente.


ENCANTO LITERÁRIO: Você teve problemas com depressão e já mencionou que foi o exercício da escrita que muito lhe ajudou neste período, de que forma isso ocorreu?
BRENDA RODRIGUES:  No início dos 15 anos eu havia apresentado sintomas diferenciados, e que estavam me prejudicando na rotina diária, como, por exemplo: sentir muito sono e dormir de 12 há 15 horas por dia, já em outros períodos, passava 2 dias sem dormir. O apetite também era desordenado, em alguns dias eu comia demais e às vezes nem me alimentava.
Fora as dores no corpo: coluna, barriga, cabeça… Porém, os sintomas mais prejudiciais indicados por familiares e conhecidos era o ato de ser antissocial, de não sair, não interagir, não ter disposição para nada, ficar apenas em casa, deitada, vendo tv, e isso era incomum para uma adolescente que deveria ser cheia de vida. Por estes motivos, aos 15 anos foi minha primeira consulta ao psicólogo, e para ser sincera, achei muito vago. Não tive nenhum diagnostico e nunca mais voltei. Continuei a escrever como sempre fazia, sobre como me sentia e como via o mundo ao meu redor. Quando a escrita se tornou terapia eu já estava com 17 anos, e foi uma dica clínica para enfrentar meus conflitos internos, e sem dúvidas, isso me ajuda até hoje.


ENCANTO LITERÁRIO: Além de ser tão jovem, você é uma escritora que apresenta muita profundidade. Seus textos sangram, é quase possível encontrar os poros de sua pele em cada palavra. Quando foi que você percebeu, que possuía o dom de se desnudar através de seus textos?
BRENDA RODRIGUES: Nunca tive a intenção de buscar por essa característica na minha forma de escrever, apenas sempre fiz tudo com muita lealdade, sinceridade, e honestidade interior, e acho que isso faz com que seja tudo tão verdadeiro.

ENCANTO LITERÁRIO: Em sua obra é possível encontrar várias menções a acontecimentos pessoais muito importantes, o que causa uma grande proximidade pessoal com seus leitores. Isto já lhe trouxe algum problema, como por exemplo o leitor sentir-se tão íntimo a ponto de ser invasivo?
BRENDA RODRIGUES: Não! Na realidade as pessoas se sentem intimidadas pelo que escrevo e a forma como me sinto e como vejo cada movimento da vida. Talvez após a morte eu ganhe a ideia de que “Ah, gostaríamos de conhecer a Brenda para conversar sobre sua cabeça extremamente louca.” (Risos)

ENCANTO LITERÁRIO: Atualmente vemos que o mercado editorial enfrenta várias dificuldades para continuar ativo, parte deste problema se deve ao alto custo dos livros físicos, o que faz com que uma pequena parcela da população possa consumi-los, e parte ao distanciamento progressivo das pessoas ao ato da leitura. Assim, vemos infelizmente várias redes de livrarias fechando suas unidades ou decretando falência. Como escritora, quais preocupações isto lhe causa?
BRENDA RODRIGUES: Para ser honesta? Nenhuma preocupação sobre a falência de grandes selos editoriais e grandes livrarias. Acredito que isso seja o mal-uso das verbas que adquirem para a comercialização da cultura, e de como fizeram disso um negócio sem escrúpulos, onde o principal ideal é o dinheiro. Obviamente vão falir! Então nada me importa sobre esse declínio. Já sobre leitura, acredito que a forma de publicação independente vem crescendo a cada dia, e dando mais espaço para o autor e para o leitor que tem um acesso muito mais garantido. Por outra via, segue o autor por um caminho muito mais digno onde o mesmo publica suas obras como bem entender, sem necessidade de uma aceitação e exigências vindo das editoras.


ENCANTO LITERÁRIO: Além de Escritos Autorais, você possui alguma outra obra que deseja publicar? Caso tenha, conte-nos um pouco sobre ela.
BRENDA RODRIGUES: Definitivamente sim! Vozes Dissonantes é um livro que pretendo lançar, ele reúne um conjunto de letras musicais compostas por mim, e que estão sendo readaptadas para o formato poético.


ENCANTO LITERÁRIO: Você é organizadora do projeto literário Antologias Independentes o qual já lançou o livro Sonhos Literários e agora está em processo de conclusão da antologia poética Influência do Sentir. Fale um pouco sobre como esta ideia lhe ocorreu, qual é seu objetivo e quais são seus planos para o futuro do projeto.
BRENDA RODRIGUES: Antologias Independentes surgiu do dia para a noite quando decidi que ajudaria um amigo, que estava doente, a publicar algum de seus textos, imaginei que isso o ajudaria a melhorar.
Depois a ideia se expandiu, e veio junto com a vontade de ajudar novos escritores a entrarem no mundo da literatura, sendo que muitas editoras não facilitam essa primeira experiência, que vem seguida de um valor absurdo que não cabe no bolso do brasileiro. Por ter passado pela mesma dificuldade, isso me motivou a incentivar a cultura, dar espaço para novos escritores e valorizar acima de tudo o autor nacional.
Planos para o futuro se baseiam em produzir muitas e muitas antologias, com vários temas antigos e atuais, além disso, também estaremos trabalhando na produção de livros solo através do selo do projeto Antologias Independentes que se chama Selo Editorial Independente.

ENCANTO LITERÁRIO: Algumas perguntas rápidas:

Autor (a) preferido (a)?
R: F. Scott Fitzgerald

Obra predileta?
R: O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien

Livro que não gostou?
R: A Bíblia

Papel e caneta ou computador?
R: Papel e Caneta.

Um sonho?
R: Me tornar uma grande alma, inspiradora de diversas e diferentes pessoas.

ENCANTO LITERÁRIO: Para encerrar gostaria de deixar algum comentário para seus leitores?
BRENDA RODRIGUES: Eu gostaria de agradecer a todos que me seguem nas redes sociais, que apreciam meus trabalhos, que se identificam com meus textos e a todos que abraçam minhas ideias, projetos, e criações. Grata!

Espero que tenham gostado da entrevista e até o próximo post!

Nenhum comentário