Resenha: Um porto Seguro - Nicholas Sparks




E novamente Nicholas Sparks escreveu um romance lindo, de arrancar suspiros e lágrimas. Esse cara é o mestre dos romances, tive que esperar para escrever essa resenha, pois senão seria capaz de falar até o final do livro. Mais agora eu consigo controlar essa minha língua, amarrei ela para não contar nada para vocês, vamos para a resenha logo antes que ela se solte.😁



Título Original: Safe Haven
● Autor: Nicholas Sparks
 Ano: 2016 
● Gênero: Romance, Ficção
● Páginas: 304
● Editora: Arqueiro



Sinopse: Southport pode ser um bom lugar para recomeçar. Esse foi o pensamento de Katie quando ela chegou à pequena cidade da Carolina do Norte. Linda e reservada, a moça estava decidida a não criar laços com ninguém. Ou, pelo menos, essa era a intenção até conhecer Jo, sua vizinha extrovertida e brincalhona, e Alex Wheatley, o simpático dono do armazém, pai de duas crianças adoráveis. Apesar de relutante, Katie aos poucos firma raízes na comunidade e, depois de conhecer melhor a família e o bom coração de Alex, começa a abrir espaço em sua vida para o amor. No entanto, esse novo relacionamento faz com que ela se veja diante de antigos medos que pretendia deixar no passado. Confrontada pelos próprios fantasmas, Katie precisa decidir entre ceder a eles ou enfrentá-los. E, no momento mais difícil, ela descobrirá que o amor é o único porto seguro. Um dos livros mais intensos de Nicholas Sparks, Um porto Seguro é promessa certeira de lágrimas, sorrisos e surpresas emocionantes.


Katie uma mulher linda, que tem um passado que a atormenta. Decidida a mudar isso, ela sai de sua cidade e cruza o país para mudar essa situação, acaba alugando uma casinha no meio do nada que está em péssimo estado, mas quem disse que ela liga, o melhor é estar longe daquele passado.

Também nesse livro conhecemos Alex, que perdeu a sua mulher e ficou com os dois filhos pequenos para cuidar, Josh e Kristen, adorei esses dois, são duas crianças fofas que dão um ar de inocência para o livro.

“Todo mundo tem um passado, mas ele se limita a ser apenas o passado. Você pode aprender com ele, mas não pode mudá-lo. A pessoa que eu conheço é aquela que eu quero conhecer ainda melhor...”

Alex e Katie, como vocês já perceberam formam o casal do livro, como sempre nos livros do Nicholas eles se apaixonam rapidamente. Adorei o envolvimento do casal, Katie é uma mulher com um coração enorme que só quer viver uma vida boa, ter uma família linda. E Alex é aquele homem que toda mulher quer, paciente, paizão que faz de tudo por seus filhos e agora por Katie.

E o personagem principal em minha opinião foi a Jo, adorei essa mulher e o que posso contar aqui é que ela é uma peça essencial para esse livro. Não vou contar muito, pois, quero que sintam o que senti ao ler o livro.

Referente o final do livro ele é espetacular! A carta que a falecida mulher de Alex deixa para a futura mulher é linda demais, e é nesse momento que você entende tudo.

Uma dica a todos que vão ler esse livro, fique com uma caixa de lenços ao lado tá, por que é uma leitura que promete muitas lágrimas. Sobre o acabamento do livro, o papel é aquele amarelinho que eu amo e a capa é bonita (hahaha) Vou confessar não achei linda essa capa não gente, mais deu para entender o que ela quis passar hehehehe.

Espero que gostem da resenha, não estou muito bem ainda, marido operado, casa uma bagunça e vários trabalhos para fazer.


Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive actualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário de uma Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um amor para recordar (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue) também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor. 

Bjss! 

Nenhum comentário