Resenha: A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley



Gente a nova capa desse livro está linda, simplesmente apaixonante! Sou suspeita para falar dele, o tamanho do livro me assustou sim pessoal, não irei mentir, pensei que passaria mais de duas semanas lendo, mas que nada! Assim que engatei a leitura, foram dois dias 😁😁 Tá sou uma viciada, de uns dias para cá estou lendo quase um livro por dia, começo a ler hoje de manhã e na manhã seguinte eu já terminei. 😂😂 #vicio



Título Original: HOTHOUSE FLOWER 
● Autor: Lucinda Riley
 Ano: 2018 Lançamento Arqueiro
● Gênero: Romance,
● Editora: Arqueiro

Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações.
Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park...
E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.


Nesse livro conhecemos Júlia Forrester, que quando era pequena, amava visitar a estufa do seu avô enquanto ele trabalhava. Quando ela ficou mais velha, se tornou uma pianista renomada, mas, uma terrível tragédia acabou fazendo Júlia querer se trancar e nem mesmo a música consegue fazer ela se erguer.



Depois de um tempo e de muito esforço, a irmã de Júlia consegue fazer com que ela sai de casa, para um passeio a Wharton Park, onde seu avô trabalhava e ela sempre ia quando era pequena. O lugar está prestes a ser vendido e as coisas estão indo para leilão. O que Júlia não sabia, era que ir neste lugar, iria fazer sua vida mudar completamente.


Em Wharton Park, Júlia revive todos os momentos que passou ali com a sua mãe e seu avô, que já são falecidos e é por lá também, que ela conhece Kit, ou melhor Christopher Crawfor, um homem que ela chegou a conhecer quando era pequena, o herdeiro da propriedade. Kit consegue fazer Júlia recomeçar, em meio aos encontros deles, ela começa a se reerguer diante da tragédia que viveu.

Com o tempo, Júlia começa a descobrir várias coisas sobre o seu passado e o de sua mãe e descobre ainda, que tudo está interligado a Kit. Será que Júlia vai conseguir descobrir os mistérios de Warthon Park? O livro pode ser enorme, mas deixa a gente com vontade de quero mais no final.

Em vários momentos pensei que Júlia, seria uma mocinha chata, daquelas que fica chorando a toa sabe, mas, foi exatamente ao contrário, ela se mostrou forte no livro todo e tenta seguir em frente apesar das dificuldades que enfrenta. E quando ela está conseguindo, as coisas mudam totalmente. Para acabar a resenha, o livro consegue nos emocionar e nos prende até o fim e ainda em meio as tragédias, não temos vontade de desistir da leitura. Além disso, o livro nos faz aceitar o passado, mesmo que ele seja cheio de tragédias.


LUCINDA RILEY nasceu na Irlanda e, após uma carreira inicial como atriz de cinema, teatro e televisão, escreveu seu primeiro livro aos 24 anos. Suas obras já foram traduzidas para mais de 30 idiomas e venderam 13 milhões de exemplares em todo o mundo.

Lucinda atualmente está escrevendo a série As Sete Irmãs, inspirada na mitologia da famosa constelação. Os quatro primeiros livros ficaram em primeiro lugar na lista de mais vendidos em toda a Europa, e os direitos para uma série de televisão já foram adquiridos por uma produtora de Hollywood.




0 recadinhos