Poema: Despedida - Idianara Lira


Oi gente


Nos próximos dias fará um mês que meu sogro faleceu. Foram quase vinte anos de convivência e muitas histórias para contar. Acompanhar sua batalha pela saúde e consequentemente pela vida, é algo que me modificou para sempre e o poema a seguir, tenta expressar através de palavras, os sentimentos que trago na alma. 😔

 *Em memória de Ivan Navarro 

Partiu discretamente:
em silêncio, sem alarde,
e dignamente
deixou nossas vidas para sempre.

Em seus últimos dias
era nítido que infelizmente,
a vida já lhe esvaía
e a consciência abandonara sua mente.

Mas ficara até o fim
lúcido e mentalmente inabalável,
sua característica mais marcante para mim
além de ser tão amável!

Viveu além da expectativa
que a doença lhe permitiu,
quase nunca reclamou, ou se amargurou
e mesmo enfermo, várias pessoas ajudou.

Admiráveis eram sua calma e seu senso de humor
Trazia um sorriso quase sempre parado no ar
E a alegria com que tentava nos ajudar
Eram claras demonstrações de amor!

Teve inúmeros defeitos:
errou e pecou,
mas foram tantos bons feitos
que acredito que a vida, tudo lhe perdoou.

Para mim ficará a profunda saudade
As lágrimas e a ausência constante
Foi cruel e revoltante, ver sua longevidade
Transformada pelo câncer em um instante.

Adeus Sr. Ivan: palavras difíceis de dizer,
saiba que foste um pai para mim
e a gratidão por tudo que fizeste é sem fim
estará em meu coração enquanto eu viver...


Yann Tiersen - Porz Goret (Official Video)



2 recadinhos

  1. Que linda "Despedida" Indianara Lira. Um texto forte e suave como deve ter sido o seu sogro. Força e fé sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucia! Muito obrigada pelo carinho! Realmente ele era exatamente o que você disse. :) Bjs

      Excluir