Poema: Quando Chegares... - Gonçalves Reis


Que chegue logo então minha querida!
Sem ti a vida pesa - que maçada!
Ah solidão que queima à madrugada...
Torna estrada longa - empedernida

Que chegue logo então, pois a ferida
Sangra dia e noite e não há nada
Que cicatrizará - só tu oh fada -,
Que deixa minha alma mais renhida...

Então, quando chegares, estarei,
Com meu sorriso pronto - que darei,
Ao ver-te adentrando o meu portão...

E dir-me-ás querida onde fores,
Regadas de saudades, verás flores
Que brotaram das lágrimas, então...
05/10/08

0 recadinhos