Poema: Olinda - Idianara Lira

Olinda-foto-by-Alexander-Navarro


Oi gente!

Ano passado fiz minha viagem (atrasada😁) de Lua de Mel. Meu marido e eu, decidimos ir para o estado onde nasci: Pernambuco. Sou natural do agreste de uma cidade chamada Surubim, porém, como apaixonados pelo mar que somos, ficamos em Porto de Galinhas e durante os vários passeios que fizemos, conheci a cidade de Olinda e apesar do escaldante calor que fazia naquele dia, fiquei encantada e desta magia nasceu o poema a seguir:

Em tuas ladeiras
e tuas cores, 
encontrei várias maneiras 
de morrer de amores. 

A simplicidade de tua gente, 
o artesanato e as tuas criações 
são belezas que aos olhos não mentem 
e trazem quentura aos corações. 

Debaixo de teu calor, 
banhada em um sol ardente, 
ainda é possível sentir o frescor 
que sobre a vida se estende. 

De ti trago o espírito cheio, 
de cultura e de encanto, 
me perdi em teu enleio 
E quase esqueço que sou deste canto. 

Ficaram entranhados em minha alma,
teus sotaques e tuas gentilezas
e me trouxeram uma calma,
que enxerga na vida apenas leveza.

Sim eu parti,
mas sou tua e és minha, 
Olinda!

Olinda-foto-by-Alexander-Navarro


0 recadinhos