Resenha: #Acredite - Eliane Quintella

"É pelo amor que você mergulha de cabeça no escuro e encontra a força que precisava para superar quaisquer obstáculos. E a história que a vocês é sobre esse tipo de amor, esse amor mágico, que transforma. Mas a história não é sobre o amor, é muito sobre acreditar." (Trecho do livro)
Oi gente!
Hoje compartilho com vocês um lançamento da autora nacional Eliane Quinella, falo do livro #Acredite, o qual ganhou o prêmio The Wattys 2018 que é reconhecido também, como óscar das publicações online, na categoria The Heartbreakers.
Sobre o livro:Existe um mundo mágico, mas seu povo é dividido de acordo com seus poderes. Braites são mágicos mais poderosos e dominam a energia da transformação. Lalulis conseguem fazer apenas as magias simples. Os Braites mantêm sua magia forte, pois cultivam a leveza, a harmonia e a alegria, já os Lalulis não são capazes de aumentar seu poder de magia, pois são pessimistas por natureza e preferem se deixar dominar por sentimentos pesados a serem fúteis como os Braites. Nesse mundo dividido, Pamela, uma jovem braite, se apaixona por Raul, um Laluli. Porém, os dois acreditam que o amor é uma força poderosa e estão dispostos a desafiar a ordem das coisas ficando juntos.O casal é submetido a duras provações que desafiam a força do amor e a crença que separa aquele mundo. Um livro que tem a força dos contos de fadas e nos inspira a acreditar em nós mesmos e na vida que nos cerca.
Minha opinião:
Escrito através de linguagem coloquial, o livro é de fácil compreensão, o que faz com que a leitura de suas 148 páginas seja leve, prazerosa e rápida. O Mundo mágico criado pela autora é explicado gradativamente de forma simples e descomplicada, mas objetiva o suficiente para nos inserir no universo das personagens. A diagramação e o acabamento estético do livro, são caprichados: a capa, tipo de papel, divisão dos capítulos e ilustrações, possuem um belo acabamento gráfico. 


O enredo da história é focado no amor de Pamela e Raul e as consequências que este sentimento entre magos pertencentes a povos diferentes, pode trazer para toda a sociedade na qual estão inseridos.  De forma quase lúdica, a autora explora o preconceito existente entre Braites e Lalulis, sendo possível transportar suas criticas sutis e importantes, para nossa atualidade. 

O livro é voltado para o público infanto-juvenil, o que talvez justifique alguns sentimentos e atos mais exorbitantes de suas personagens. Entretanto, apesar deste aspecto, a obra nos apresenta belas  mensagens e lições de vida, como por exemplo: o poder do amor em alterar nossas vidas e a força que acreditar em nossa capacidade, possui para nos ajudar a nos desenvolvermos e a realizar grandes feitos.  
"Nossa força vem do nosso sofrimento e da nossa superação. E é por isso que digo a vocês que precisam viver a vida intensamente e de tudo que viverem colherão os frutos de acordo com sua capacidade de serem intensos em cada partícula do seu ser." (trecho do livro - pg.113)
Sobre a autora:
Eliane acredita no poder das boas histórias seja um suspense viciante ou um romance açucarado. Sabe que os contos de fadas são ainda mais mágicos e foi, por isso, que escreveu #Acredite. É escritora apaixonada, leitora convicta e sabe que a arte é essencial ao ser humano e meio extraordinário de suportar a realidade. Mãe ursa de Ale e Zizi. Encontrou apoio incondicional para suas loucuras no seu parceiro e amor da sua vida, Luiz. Come doces no plural diariamente e acha mesmo, como diz nesse livro, que o amor é a maior força que existe. Vive em São Paulo feliz da vida e apaixonada por sua família e seus dois cachorros, Luc e Tina.


0 recadinhos