Poema: A minha dor - Gonçalves Reis

                         
"Cada um sabe a alegria e a dor
que traz no coração"
(Titãs, Epitáfio)

A dor que sinto agora ninguém sente;
Até pode entender, mas é só minha
Dizer então pra uma ou toda gente
Aperta pelo peito e mais se aninha...

Eu faço-te sorrir – ficar contente
Das lágrimas espremo uma vinha
Porque a dor que sinto – lava ardente,
Penetra-me ao peito logo – asinha...

Eu choro e ninguém vê – e nem precisa
Porque essa tristeza é só o tempo
Que aos poucos – muito pouco – cicatriza...

Mas, tudo bem, a vida segue avante...
Pelo caminho há sempre um contratempo,
E tudo que se aprende é relevante...
02/09/07

0 recadinhos