Resenha: Métrica (Slammed) - Colleen Hoover



Métrica foi uma caixa de surpresas para mim, a capa não me chamou muito a atenção então eu pensei que seria uma leitura chata e cansativa. Estava enganada, foi uma das melhores leituras do ano.
Sinopse: Após a morte do pai, a ausência torna-se a maior companheira de Lake. A responsabilidade pela mãe e pelo irmão a congelam em um limbo de luto e dor. Por fora, ela parece corajosa e tenaz; por dentro, está perdendo as esperanças. E se mudar do único lar que conheceu não ajuda em nada.
Agora em uma nova casa, em uma nova cidade, ela precisa achar seu caminho. E um rapaz apaixonado por poesia pode ser o guia perfeito. Quando conhece o novo vizinho, Layken imediatamente sente uma intensa conexão. Algo que finalmente parece desanuviar um pouco sua realidade.
Mas o caminho da verdadeira felicidade não é feito de tijolos dourados, e logo uma revelação atordoante faz o novo relacionamento ser bruscamente interrompido. O dia a dia vai se tornando cada vez mais doloroso à medida que eles se esforçam para encontrar um equilíbrio entre os sentimentos que os aproximam e as forças que os separam.
"Único, diferente de tudo que se vê por aí...Leia!" - Tammara Webber, autora de Easy

Resenha: O livro conta a história de Layken, que acaba de perder o pai que teve um infarto, ele era seu amigo e herói, mas não para ai não. Por conta do falecimento do pai, ela terá que se mudar para o outro lado do país, para a cidade onde sua mãe nasceu Ypsilant, a situação financeira da família não anda bem.

Ao chegar à cidade seu irmão mais novo Kel, faz amizade com Caulder, um vizinho, (achei a amizade deles instantânea, mas sei que com criança é assim mesmo) o que Layken não sabe, é que Caulder possui um irmão mais velho e acaba passando o maior mico quando o vê pela primeira vez. Will Cooper é lindo! Acho que é o vizinho que toda garota sonha em ter, depois desse momento mico, ela se encontrará em outros também.

Dois dias depois, Will a convida para sair é ai que somos apresentados ao Slam. (eu amei esse livro por conta disso, adoro poemas, poesias até escrevo algumas. Para quem não sabe, Slam é uma apresentação de poesias entre autores e uma competição, digamos assim, é bem legal gente)

Tudo está bem para eles, só que eles dois descobrem uma coisa que pode acabar com esse romance, fora outras coisas que aparecem no meio da história. Em minha opinião, a história do Will é triste demais, chorei quando soube dela. (#confesso).

O livro não fica somente com eles se abraçando e beijando se vocês estão imaginando isso, tem outros personagens ótimos, como a Eddie, que é amiga de Layken, eu a adorei.

Um livro encantador, com uma história real sem vampiros, anjos e lobisomens ou alguma menina que solta fogo pelas mãos hehehehe. Métrica nos faz pensar em muitas coisas, pois é uma história que pode acontecer na vida de qualquer um.
"— Will? O que está fazendo aqui?
Ele retribui meu abraço apenas por um segundo antes de segurar meus pulsos e tirar meus braços de seu pescoço.
— Lake — diz ele, balançando a cabeça. — Onde... O que está fazendo aqui?
Eu suspiro e enfio o horário no peito dele.
— Estou tentando achar essa aula idiota, mas me perdi — digo, choramingando. — Me ajude!
Ele dá outro passo para trás, encostando-se na parede."
A autora está de parabéns, pois, este romance entre Will e Lake é ótimo, muito bem arquitetado, são duas pessoas que sofreram perdas grandes e mudanças também em suas vidas e que precisam uma da outra. A forma que ela escreveu a amizade entre Caulder e Kel é ótima, pois, crianças são dessa maneira mesmo bem espontâneas.

Tenho certeza que quem ainda não leu, vai amar este livro e a lição que ele passa é ótima. O trabalho da editora Record está ótimo. Diagramação, revisão e capa (apesar de eu não gostar dela tanto assim) perfeitos.

É isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha.


0 recadinhos