Poema: Toque de saudade - Gonçalves Reis


O toque da saudade quando bate,
Voraz eis que ele vem, vibrante, denso,
Deixando aquele vácuo, que até penso,
Não ter mais coração pra ser um vate...

O toque da saudade é tão intenso
Que a luz da madrugada não combate,
A dor chagosa, ao peito, escarlate,
Que mesmo em tênue pranto não a venço...

E o tempo em tik tak toca a trova
De uma canção nostálgica inocente,
De uma alegria que não volta mais...

O toque é amaro mel a alma que prova,
E vem, machuca, anima e de repente,
Esvai-se qual orvalho ao sol... Fulgaz...
16/02/14, às 23:48

0 recadinhos