Poema: Como eu disse - Gonçalves Reis


Os que se foram - como eu disse antes -,
Deixaram uma essência e uma saudade
E um turbilhão, à noite vem e invade
Com inclementes dores - lancinantes...

As dores do abandono em instantes,
Penetram fundo n´alma; e soledade
É o que resta após. E uma vontade
De ver e ouvir sorrisos de brilhantes...

Os que se foram formam um cemitério,
No coração, na mente, de quem fica...
Porém observando o céu sidéro

A luz de cada estrela que se lança,
É uma semente que se multiplica,
Em gotas reluzentes de esperança...
13/08/2015 - 31/08/2016



  




0 recadinhos