Dica de Leitura: Mulheres Normais - Izabella de Macedo



Escritora Izabella de Macedo lança livro “Mulheres Normais”, são crônicas que retratam mulheres de carne e osso com seus dilemas e frustrações

Elas conquistaram certa independência financeira, sofrem por amor, precisam ser fortes, gostam de comprar uma roupa nova, querem um amor para chamar de seu, trabalham para melhorar a autoestima, bebem um vinho de vez em quando, curtem um filme água com açúcar. São fortes, decididas e muitas vezes precisam esconder sua sensibilidade, seus sentimentos.

Mulheres normais também têm algo a dizer, da Editora Lura, é uma reunião de crônicas da escritora curitibana Izabella de Macedo que retratam as mulheres do jeito que são. Uma obra que faz ecoar os pensamentos e sentimentos comuns a elas, sem se apegar aos padrões sociais e culturais enraizados acerca do universo feminino.

Temas tão complexos quanto atuais são tratados de forma descontraída com uma linguagem informal que rompe com padrões literários para ganhar personalidade própria. Uma fiel representação da autora que começou a escrever sob o pseudônimo de Anastacia – seu alter ego –, e a partir daí conquistar milhares de seguidores no Instagram antes mesmo de lançar seu primeiro livro.

As crônicas de Izabella são escritas em primeira pessoa, e retratam personagens abaladas e desestruturadas por seus dilemas cotidianos: crises existenciais, amores mal resolvidos, paixões dilacerantes, dificuldades e conflitos internos. Os acontecimentos narrados são fictícios, porém inspirados em relatos reais vividos por diferentes mulheres.

“Para o amanhã de ontem eu acordaria nova, cheia de energia, iria andar cedo na beira da praia, tomar uma água de coco e fazer tudo o que o mundo espera que eu faça. Mas choveu e o mar amanheceu de ressaca. O dia acordou nebuloso, e eu acordei desanimada. Todos os meus planos esvaziaram-se em chá de erva doce, lençol e bolsa de água quente no ventre. As costas doem, a cabeça flutua e os olhos pesados pedem para serem fechados. Eu não me entrego, sento na mesa, estudo um pouco, escrevo um pouco. Ninguém precisa de mim em lugar nenhum.” (Crônica O mar está de ressaca, p. 37)

Com a delicadeza e força próprias de suas protagonistas, Mulheres normais também têm algo a dizer revela o sentimento comum de incompreensão e o desejo latente de ser feliz. Mulheres normais batalhando por algum lugar ao sol em pleno século 21.

Sobre o livro:
Sucesso no Instagram, Izabella conquistou dezenas de milhares de leitoras que se sentiram acolhidas pelo jeito leve, intenso e verdadeiro de escrever sobre o cotidiano feminino na sua página no Instagram (@izabellacronista). Através de suas crônicas, narradas em primeira pessoa por diferentes protagonistas que expõem situações cotidianas e sentimentos femininos, a autora deu voz às mulheres que, assim como ela, são normais e têm muito a dizer. Sabe aquela sensação de quando você ouve uma música e ela parece traduzir a sua história? Então, é isso que você vai sentir quando ler as crônicas deste livro.
Sobre a autora:
Izabella tem 29 anos, é curitibana, leonina, mãe, esposa, advogada e novata no mundo da literatura. Uma mulher normal que tem muito a dizer e que por isso resolveu ser escritora.

Redes sociais:

Instagram: @izabellademacedo
Facebook: Izabella de Macedo


*Fonte: LC Agência de Comunicação

0 recadinhos

Agradeço seu contato. Responderei assim que possível. Atenciosamente, Idianara Lira.